Conteúdo Voltar

Moda, inovação e sustentabilidade em pauta no INSPIRAMAIS

21 de Julho de 2022



A 26ª edição do INSPIRAMAIS, salão que lançou mais de mil materiais e insumos para as indústrias de calçados, confecções, móveis e bijuterias nos dias 19 e 20 de julho, no Centro de Eventos da FIERGS (Porto Alegre/RS), contou com uma intensa programação de palestras com renomados profissionais. Chamaram a atenção no evento, além dos negócios gerados, apresentações que trouxeram para o centro da pauta a moda, a inovação em materiais e a sustentabilidade. 

Abrindo a programação de palestras, o coordenador do Núcleo de Pesquisa e Design do INSPIRAMAIS, Walter Rodrigues, falou sobre as etapas da metodologia da pirâmide de produtos que deu origem à pesquisa Terra, tema da 26ª edição do salão. Segundo ele, a pesquisa é dividida em três fases: os 10%, dedicados à pesquisa; 30% ao desenvolvimento dos materiais; e 60% à massificação, ou seja, a confirmação no mercado. O estilista explicou que Terra trouxe todos os olhares dos designers do Núcleo para o planeta, diante das turbulências vivenciadas no período pandêmico. “A biomimética (projetos e processos naturais para condução de uma indústria sustentável), a simbiose (que traz a vida em comum, a convivência em harmonia) e o biônico (possibilidade de múltiplas identidades, com materiais que mutam por meio de cor e texturas) estão presentes nesses mais de mil materiais que estão sendo lançados aqui”, disse. Rodrigues também apresentou a evolução da cartela de cores, efeitos, e aspectos dos materiais, ressaltando que o dourado, o destroyer e as plumas permanecem presentes.  Como tema principal, norteador da pesquisa, o estilista destacou a sustentabilidade, que não é somente uma ferramenta para a competitividade, diante de um consumidor mais exigente, mas também para a própria sobrevivência do setor. “Sem o cuidado com o meio ambiente e com as pessoas não existe razão para a existência da indústria”, concluiu. 

Dando sequência do gancho da sustentabilidade, a palestra “ESG e os critérios para a tomada de decisões e redução de riscos na indústria da moda” foi ministrada por Rodrigo Cezário, gestor em Design Estratégico da Cezário - Design e Moda Circular. “Os negócios devem ajudar a salvar o mundo. Esse é o propósito que deve nortear as empresas”, disse. O gestor destacou, ainda, que a sustentabilidade também é uma demanda de mercado, especialmente internacional, e que as empresas que não se adaptarem a este novo momento devem perder competitividade. “A Alemanha, importante parceira comercial do Brasil, até 2023 exigirá de toda a cadeia produtiva a implementação das políticas de ESG”, exemplificou, ressaltando que esse movimento vem crescendo na Europa. No final da apresentação, Cezário listou alguns dos materiais apresentados pela empresa no salão, como as biojoias, o solado feito de látex natural e com cascas de arroz e as técnicas de tingimento natural. 

Destaque no primeiro dia de palestras, Sarah Luiza Scheffel, gerente de estilo da Renner, apresentou um projeto da rede que trouxe ao mercado calçados produzidos com resíduos de uva. “Desde 2016 as Lojas Renner traçaram um compromisso público de práticas sustentáveis a serem cumpridas até 2025. O projeto e produção de tecidos elaborados com resíduo da uva fazem parte do desafio da empresa na apresentação de alternativas responsáveis”, disse. Segundo ela, os calçados são produzidos a partir de parcerias com indústrias e fornecedores da matéria-prima natural. O lançamento nas lojas ocorreu em maio de 2021, com boa aceitação, embora o produto ainda tenha um custo elevado, o que ainda não permite uma maior massificação. “Os tecidos utilizados na confecção dos calçados e também de algumas peças de roupas possuem 35% de resíduo de uva na composição, número que queremos aumentar nas próximas coleções”, contou Sarah. 

O primeiro dia de palestras contou, ainda, com apresentações do case de sustentabilidade da Box Print, indústria de embalagens que tem 98% dos seus resíduos reciclados, e “Moda Contraste”, que discutiu tendências e práticas de branding no mercado da moda. 

Dia 2
O segundo dia de palestras iniciou com uma apresentação sobre o cenário de desafios da reciclagem de embalagens no Brasil. No País, são produzidas cerca de 80 milhões de toneladas de resíduos por ano, sendo que apenas 3% desse total é reciclado. Com o objetivo de auxiliar na mudança do cenário, a Eureciclo, maior certificadora brasileira de embalagens do Brasil, traz consigo o conceito de compensação ambiental e utiliza 13 das 17 ODS da ONU para melhorar a gestão de resíduos sólidos. Segundo Elis Koch, Business Development da empresa, a Eureciclo utiliza técnicas de rastreabilidade – processo assegurado por auditoria externa -, o que garante que os produtos são, efetivamente, sustentáveis em todo seu ciclo. 

Na sequência, um painel sobre soluções inovadoras que colaboram para a implementação de processo de ESG nas empresas trouxe ao palco algumas das startups participantes do projeto Hub Conexão Criativa. Participaram do Talk a Easypro Tecnologia, com foco em soluções voltadas para produtividade, eficiência e qualidade;  a Esnow, voltada para a área de compliance ambiental e social e governança; a Criaeco, que trouxe um produto natural feito da folha de bananeira; a Marina Tecnologia, que criou o bioroz, material produzido com a casca do arroz; a Nanoplus, atuante na área têxtil, cosmética, pro meio da ciência dos materiais; a Lilla, que apresentou a plataforma Blue, que possibilita a interação do consumidor com peças de e-commerce, com consultoria de moda em tempo real; a Tendenzia, que traz semanalmente as tendências de mercado e entrega conteúdos para seus clientes com um ano de antecedência para criação de design das coleções; e a Rapidoc Telemedicina, que oferece consultas médicas e psicoterapia on-line, 24h por dia aos seus associados.

O estilista Walter Rodrigues voltou ao palco para apresentar um preview da pesquisa Primal 2024, que será referência dos lançamentos do próximo INSPIRAMAIS, marcado para 24 e 25 de janeiro de 2023. Segundo ele, o tema primal foi escolhido diante do contexto global de que a moda é um processo em constante evolução. Primal traz o conceito de que o bruto e o etéreo coabitam. “O imaginário primitivo, brutalista, já se encontra na arte, no design, na moda em contraste com a fragilidade, sutilidade e leveza”, ressaltou Rodrigues, para quem o período pós-pandêmico obriga a humanidade a reaprender e não retomar hábitos antigos e prejudiciais. 

Hub Conexão Criativa
Em sua 8ª edição no INSPIRAMAIS, o Hub Conexão Criativa foi tema da apresentação da curadora do projeto, Flávia Vanelli. Trazendo 32 empresas inovadoras, o hub é composto por pequenas e microempresas, startups, associações e cooperativas com foco em sustentabilidade. Convidadas para a conversa, a Contextura Surfaces é um estúdio de design  especializado na criação e desenvolvimento de texturas sustentáveis, elaboradas do excedente da indústria têxtil e utilizadas no embelezamento de superfícies e em produtos de moda. A Libértece, indústria de confecção de malhas de poliamida e poliéster para vestuário, desenvolveu uma tecnologia para transformação dos resíduos em pellets e, posteriormente, em criação de peças, acessórios, madeira plástica, materiais de decoração etc. 

A programação de palestras encerrou com a apresentação do preview do Couro Primal. Foram apresentados três temas, o Cru, que  apresenta uma aparência desgastada, lixada, com curtimento vegetal e texturas agressivas;  o Western, com couros de curtimento vegetal e aparência denim; e o Frágil, com couros perfurados, aspectos rendados com gravações imitando arabescos, cartela variada de cores e hipertexturas. 

Realização
O INSPIRAMAIS é uma promoção da Assintecal, em conjunto com o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil). A realização é do programa By Brasil Components, Machinery and Chemicals e a parceria do Sebrae Nacional. 

O evento contou com mais de 100 expositores de materiais e insumos que apresentaram seus produtos para um público de mais de cinco mil visitantes, entre eles importadores da Argentina, Colômbia, Equador, Guatemala, México, Peru, Espanha, Portugal, Rússia e Índia. A próxima edição do INSPIRAMAIS acontece nos dias 24 e 25 de janeiro de 2023, também no Centro de Eventos da FIERGS, em Porto Alegre/RS. 


Newsletter
Follow Us