INSPIRAMAIS

Inverno 2015

Salão de Design e
Inovação de Materiais

16 e 17 de
julho de 2014

9h às 19h
Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca,
Rua Frei Caneca, 569 5º andar - São Paulo - SP

Preview de Inspirações mostra os caminhos para o Verão 2014

Uma combinação de fatores rebuscados em histórias e memórias de três etnias – índios, africanos e europeus - dará a cara do verão de 2014, que vai abusar da natureza, do artesanato, do sincretismo, de florais e da década de 50. Essas são algumas das propostas da pesquisa Testemunho, apresentada no Preview do Fórum de Inspirações, realizado na noite de terça-feira (dia 13), no Centro de Eventos da Fenac, em Novo Hamburgo. “Estamos buscando nestes elementos tão fortes, que podem ser transformados em algo tecnológico e moderno, os caminhos para as novas coleções”, disse o coordenador do Núcleo, o estilista Walter Rodrigues, para mais de 200 empresários, designers, profissionais da área de desenvolvimento e estudantes.

Ao explicar a pesquisa, divida em três conceitos, Walter conduziu os participantes a um mundo de possibilidades para o desenvolvimento das coleções de calçados, bolsas, acessórios e vestuário. Baseadas em inspirações da miscigenação brasileira, entre as aplicações que poderão ser feitas nos cabedais (parte superior do calçado), saltos, solados, nos forros das bolsas e outros produtos estão os traços simplistas (ideia do ritmo humano, do feito a mão), os tramados com uso de palha e contrastando com o preto do jenipapo, formas geométricas, jogos de volumes e coloridos (evolução para o 3D), linhas que expressam movimentos, rendas e bordados, estampas de onças, joias com cunho religioso, o estilo barroco e muito dourado. “Uma vasta opção foi construída. Agora, esses elementos precisam ser renovados e vistos nos mais diversos ângulos para serem levados ao processo industrial e chegar ao consumidor final”, disse Walter Rodrigues.

Segundo ele, mesmo com todas as experimentações – o que se dá no conceito 3 (índios) – o forte do verão 2014, ou 60% das criações, será a década de 50, baseada no mobiliário, na prataria, nos tapetes, nas pin-ups, no estilo rock and roll. Ou seja, é no estilo mais refinado e eclético, mas acima de tudo nostálgico, que serão desenvolvidos os componentes para a moda. “Estamos mais nostálgicos. É como se voltássemos ao passado, como que querendo reviver toda uma década alegre e ufanista”, comentou o coordenador do Núcleo de Design da Assintecal. Segundo ele, a cartela será de cores suaves, com muito rosa, mas também vai para os castanhos e neutros.

Walter frisou que, mais do que nunca, é hora das empresas brasileiras se mostrarem para o mundo como produtoras de design interessante e mágico. “A moda precisa buscar originalidade para ser diferente, pois esta é a forma de fidelizar o consumidor”, afirmou, ao observar que está ocorrendo uma “invasão saudável” de grifes internacionais no Brasil, o que pode mudar a escolha de quem vai às compras.

Showroom fortalece contatos

Antes do Preview do Fórum de Inspirações ocorreu um showroom de fabricantes de componentes. Nos estandes individuais, as empresas mostraram os produtos e as novidades que foram desenvolvidas para as coleções do inverno 2013. “Aqui, se iniciam os contatos. Os estilistas conhecem os produtos, pedem amostras e depois começam as negociações de preços”, disse Bruno Dieter, gerente comercial da Metalúrgica Reuter, de Morro Reuter. Esta é a 7ª participação da empresa no Preview, que desde 4 de outubro está sendo levado a 23 polos calçadistas e de moda – o último será em 29 de novembro. “Em todos os eventos fizemos contatos, que devem gerar negócios. Também vamos ao de Divinópolis (MG)”, comentou Dieter.

A Colorgraf, de Novo Hamburgo, também define o showroom, que voltou a ser realizado em paralelo ao Preview depois de dois anos, como um início de trabalho com novos clientes, conforme a gerente de Marketing, Jordana Drawanz. Já a Amazonas, com fábrica em Novo Hamburgo, levou suas palmilhas e solados laqueados para o evento. “Estamos apostando na leveza e flexibilidade dos materiais”, disse Simone Santana, da área de desenvolvimento da empresa.

INSPIRAMAIS

Em cima da pesquisa de inspirações, com o tema Testemunho, 130 empresas estão desenvolvendo 780 materiais, criações que serão lançadas durante o Fórum de Inspirações, que acontece dentro do Inspiramais, maior salão de design e inovação de componentes da América Latina que acontecerá de 16 a 17 de janeiro de 2013, no Centro de Eventos Frei Caneca, em São Paulo. O Fórum de Inspirações é realizado pela Assintecal, Footwear Componentes by Brasil e Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). O evento conta com a parceria da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Sebrae e apoio do Instituto by Brasil (IBB), Associação Brasileira de Estilistas (Abest), Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Programa de Exportação da Indústria da Moda Brasileira (Texbrasil), Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), Instituto da Moda (In-Mod). O patrocínio é da Magma, Altero, CST, TRF, Texprima, Amplast, Bertex, Colorgraf e Sappi Warren. A gráfica oficial é a Comunicação Impressa.

OS CONCEITOS DA MODA EM 2014

A multiplicidade é o elemento central para entender a autenticidade da cultura de um povo. As influências de várias raças e costumes formam a identidade de um só lugar: índios, africanos e europeus criaram os alicerces do Brasil. O vestígio, a manifestação, a expressão; enfim, o Testemunho de cada indivíduo, sua história e sua vivência passam a ser essenciais na construção dessa identidade, assim como o conjunto dos elementos que fazem a paisagem de um entorno único. Nessa estação, portanto, voltamos nosso olhar para a predominância destas três etnias responsáveis para a formação refletida no que hoje somos:

Os índios, reflexos da natureza, mimetizam-se (Conceito 3); Os negros, arrancados de suas origens, são obrigados a construir um novo entorno (Conceito 2); Os brancos, em busca de uma nova vida, resgatam as origens, recriando tudo à sua volta. (Conceito 1).
O resultado dessas misturas está presente e concretizados no poder imagético e na cultura imaterial de trabalhos como os dos Irmãos Campana, da pintora Izabel Milhazes e de artistas como Roberto Carlos, Caetano Veloso, entre tantos outros na música, literatura, arquitetura, nas novelas, no cinema, etc., que inclusive refletem lá fora esta alma de originalidade, cor, design e ritmo do que somos e que também precisa estar presente no produto industrial de moda.

Conceito 3 – Os Indíos - Um Testemunho Oral

Olhamos a paisagem selvagem em contraposição à sociedade moderna. Ela é mãe em seu significado, levado à sua maior potência, é a fonte da vida e é por meio desta que o índio tira o sustento, o alimento, a proteção, a arte, as grandes histórias passadas de gerações em gerações, a continuidade... Mais do que integração, a Natureza representa o local sagrado, de onde o indígena tira somente o necessário, sem agredi-la, tratando-a com respeito, entendendo seu exato tamanho no universo, fazendo parte dele, sem em nenhum momento querer ser seu dono.

Dessa forma, observamos o mundo sob a ótica de diversas tribos, por meio de profusões de cores, penas, contas, adornos, cestarias delicadas, texturas e estampas que evocam os mais diversos animais, representando o imaginário inocente de um povo forte e mágico. Nesses preceitos de valorização do natural, do artesanal e do manual, sentimos no mundo de hoje uma procura por esses valores, exemplos de viver bem, enfatizados especialmente pelos excessos provocados pelo dia a dia. Assim, o mundo vive também um processo de desintoxicar e de buscar sentido no que está ao nosso redor, na rua, no quintal, na sala...

A APLICAÇÃO:

1) Feminino
Estamparia: animal prints com desenhos geométricos e simplificados, como a representação da onça na pintura corporal dos índios, estampas gráficas (vale para saltos, solados, tecidos, peles).
Cabedais: tressês inspirados na cestaria, recortes gráficos, tiras largas. Desenhos de superfícies: traços simplificados, texturas.
Bordados: miçangas, sementes, contas naturais. Recortes gráficos, tiras largas.
Solados: injetados ou de madeira – formas retas.
Saltos: geometrizados, angulosos, cobertos com tressê e agulha inspirados em flechas.
Bicos: quadrados ou redondos de formas robustas e definidas.
Bolsas: simples e estruturadas, funcionais – envelopes e clutchs – tramas em palhas – tressê.
Cintos: couro cortado a fio + trançados + apliques de metal.
Metais: fivelas, enfeites inspirados em folhas e texturas de plantas, desenhos indígenas – geometrizados.
Banhos: onix, marrons e verdes profundos.

2) Masculino
Solados: cores claras, tratorados ou estampados com desenhos indígenas. Desenhos art decô – desenhos de tramas simplificadas.
Cabedais: vazados, assandalhados, tiras largas, papete.
Palmilhas: anatômicas, estampadas.
Bolsas: mochilas e bolsas weekend.

3) Infantil
Formas: limpas, bem definidas, gráfica.
Estampas: texturas de folhas, efeitos desgastados e manchados.
Mimetizar: estampar solado, palmilha, forro, cabedal, cadarço com a mesma estampa.
Viras: em corda.
Solados: motivos indígenas geometrizados.
Artesanal: palhas e ráfias coloridas.

Conceito 2 – Os negros – Um Testemunho Musical

A rebeldia como força motriz. Um não conformismo que exalta valores de expressão, que vão além dos desejos individuais, a busca pela espontaneidade livre e a música como refúgio, grito, lamento, alegria, catarse e manifestação. No passado, arrancados de seus locais de origem e hostilizados, os negros não se adaptaram ao entorno imposto e, para tal, precisaram desenvolver uma extensão variável onde pudessem viver com dignidade.

Revolucionários, buscaram por meio da música, do esporte, da contracultura e da rebeldia um posicionamento na sociedade.
Assim, dessa energia transformadora e transgressora nasceu um entorno repleto de sensualidade, cor, ritmos, humor, no qual a música exerce um fator determinante para marcar diversos momentos, sejam tristes, festivos, religiosos ou pagãos. Do rebolado das meninas da laje à força da voz de Elza Soares, da cadência do rap de Criolo até a explosão da nova cena cultural paulistana, que vem de projetos independentes, como o Matilha Cultural, ou de outros que nascem nas favelas, onde as dificuldades das grandes cidades se transformam em som e poesia.

A APLICAÇÃO:

1) Feminino
Estamparia: movimentos ondulados, contrastes de volumes, elementos ritmados, brilhos, foil metalizado, efeitos 3D que podem ser aplicados em tecido, laminados, peles, solados, saltos, palmilhas e enfeites.
Cabedais: recortes sensuais, traços arredondados, aberturas e tiras unidas por cadarços recriam o efeito dos corseletes sobre o peito dos pés, detalhes em silicone desnudando os pés.
Superfícies: ornamentadas, efeitos 3D, brilho, relevos, recortes a laser em formas sinuosas e detalhes de outras cores dão sensação de ritmo.
Bordados: trabalhos com lantejoulas, vidrilhos e pedrarias.
Solados: anabelados, sinuosos e metalizados recebem encaixes e detalhes em dourado, estampados, bordados e com a planta do solado com motivos barrocos.
Saltos: salto agulha reto (quase a alma de metal) e salto fino em forma de vírgula suave.
Bicos: bicos alongados, cap toe metalizados.
Bolsas: médias e estruturadas com alças de mão, decoradas com metais, bordadas e com relevos em diferentes materiais.
Cintos: fivelas ornamentadas, enfeites de metais e pedrarias ao longo do cinto.
Metais: fivelas de formas sinuosas e relevos barrocos. Enfeites inspirados nos volumes dos entalhes e também no ritmo da cultura afro-brasileira.
Banhos: dourados brilhantes e envelhecidos, vermelho e laranja.

2) Masculino
Solados: brancos ou cores ritmadas como lateral de uma cor e planta em outra, desenhos de elementos repetidos na planta dos solados.
Cabedais: clássicos renovados com recortes – vale a utilização de elásticos e zíperes no fechamento.
Palmilhas: coloridas, estampadas e com relevos.
Bolsas: sacolas – tote bags, pastas.
Esportivo: movimento de cores contrastantes em camadas, aplicações com tecnologia de nanoimpressão e sublimação, recortes soldados com alta frequência.

3) Infantil
Formas: sapatilhas e sandálias.
Estampas: laços e anjos inspirados nas imagens barrocas, efeitos ópticos e de listras ritmadas.
Solados masculinos: com desenhos ondulados ou sequenciais.
Solados femininos: curvas e acúmulos de elementos ornamentais e com aplicação de glitter.

Conceito 1 – Os Brancos – Um Testemunho Imagético

Povos que trazem histórias e raízes que resgatam da terra natal, incorporando-as ao local que os acolhe; isto é, recriam seu ambiente onde escolhem morar: alemães, italianos, espanhóis, sírio-libaneses, poloneses, suíços...Assim, nesse novo lugar deixam sua marca por meio da tradição e do pitoresco, da culinária, da literatura, da música, da arte e de ofícios que carregam memórias e cores seculares. Mais do que marcar a paisagem ao seu redor, esses povos imprimem uma dinâmica pulsante no cotidiano que se reinventa.

Seres que transformaram o ambiente à nossa volta, sobrecarregados, de tempos em tempos também olham para o passado, procurando uma brecha no espaço, onde podem achar uma zona de conforto diante da realidade frenética, buscando inspirações e vivências, entretanto também vislumbram um futuro próximo, no qual o tecnológico e o artesanal vivem em perfeita comunhão.

A APLICAÇÃO:

1) Feminino
Estamparia: desenhos românticos das louças, florais, motivos dos ladrilhos e dos tapetes e todas as recordações da década de 1950: carros, Havaí, pin-ups, rock-and-roll e as divas do cinema.
Cabedais: Mary Jane com sua pulseira característica, formas femininas inspiradas nas pin-ups, formas esportivas com recorte e detalhes coloridos, rasteiras com pedras, fullplastic.
Superfícies: aspectos perolados, fosco e brilhante. Transparentes e opacos, esportivos e luxuosos, neutros e coloridos, speccio, brilhos encerados, laser com desenhos de renda.
Bordados: ponto cruz, ponto cheio e arraiolo.
Solados: injetados com materiais transparentes versus opacos, fosco versus brilhante, neutro versus colorido, meias patas, flat para rasteirinhas e salomés, solados de cordas para alpargatas.
Saltos: anabelas, saltos grossos, altos e médios.
Bicos: bicos arredondados com acabamentos de cores contrastantes ou material metalizado brilhante.
Bolsas: bolsas pequenas compactas – câmera bag, doctors bag, retangulares com alças a tiracolo, para noite bordadas em ponto cruz ou crochê.
Cintos: finos e delicados, com pequenas fivelas, com uma ou mais voltas, em correntes, em malhas de metal e largos em couro para marcar bem a cintura.
Metais: românticos, delicados como flores, folhas e pequenos animais inspirados na Art Nouveau e contrastando temos vistosos spikes que aparecem para acentuar o clima rock-and-roll.
Banhos: cromados, cobres e em tons pastel.

2) Masculino
Solados: coloridos, listrados, em corda para alpargatas, injetados em cores contrastantes, anatômicos e macios para sandálias e chinelos.
Cabedais: efeito used e manchados com escovação, em cores diversas, franja na gáspea, estilo creep.
Bolsas: modelos esportivos em náilon.
Esportivo: recortes coloridos em materiais contrastantes, releituras de antigos clássicos do universo esportivo utilizando novas tecnologias.

3) Infantil
Formas: arredondadas, delicadas e nostálgicas.
Estampas: florais e animais inspirados na Art Nouveau, poás, xadrezinhos e microestampas.
Enfeites: bordados delicados, lacinhos, rendas, babados, flores de crochê.
Superfícies: laminados com efeitos perolados, verniz.
Solados masculinos: combinações de cores suaves e neutras. Desenhos aerodinâmicos e esportivos.
Solados femininos: injetados com motivos de rendas e flores em tons suaves, e injetados em material transparente, deixando visualizar desenhos através da sola.
Preview de Inspirações mostra os caminhos para o Verão 2014
NOVAS TENDÊNCIAS NO INSPIRAMAIS VERÃO 2014

< Voltar
Acesse também:
Acesse também:
Aguarde, carregando...